Banner
Anúncios
Avatar blank

Peço a Deus a restituição e restauração do meu namoro, mas como saber se essa é a vontade de Deus?

Namorei um jovem cristão por poucos meses, porém ele veio a terminar comigo, hoje faz quase 4 meses que estamos separados, e eu ainda gosto muitoo dele, eu havia aprendido a amá-lo. Desde quando terminamos peço a Deus para que venha restaurar e restituir esse namoro se for da vontade dEle, e que se não for, que eu possa esquecê-lo. Até agora não consigo ficar se quer um dia sem pensar nele, sem sentir a falta dele.
Como posso entender se a restituição que tanto peço a Deus é da vontade dEle?

Orem por mim, em nome de Jesus. Amém.

Avatar blank

Pois é né

Bom tenho 17 anos sou da igreja assembléia de Deus missão desde quando nasce, os 16 anos no mês de agosto conhece meu namorado, que é desconvertido pois ele era da maranata ,comecei a namorar com ele sabendo que ele é desconvertido, ele não bebe bebidas alcoólicas , não fuma e nem frequenta festas, ele me respeita muito na questão da relação sexual ,que é só depois do casamento, ele me disse que tem vontade de voltar para igreja , só que ele mesmo me disse que não que voltar por causa de mim , mais sim por Deus.
O único problema é que ele fala muito em casamento comigo,e tenho um certo receio de se casar com ele não sendo ,evangélico , ele já está voltando a frequentar a igreja , e estou orando muito a Deus para que ele possa abri os olhos dele espirituais.

Avatar blank

Será que me ama mesmo?

Boa noite irmão,
Estou desanimada com meu namoro, estou a 2 anos e 5 meses de namoro, assim que comecei a namorar meu namorado já queria que eu fosse morar com ele, só que falei pra ele pra irmos com calma e nos conhecer melhor.
Foi se passando anos e meses e falei com ele que poderiamos conversar sobre morarmos juntos, quanfo tive a pior resposta que poderia ouvir ele falou que não que não queria morar mais comigo, nos falávamos em se casar e tudo e do nada ele mudou da água pro vinho e hj ele fala que me ama mais que não quer mais casar que eu ja sou a mulher dele mais q cada um no seu canto e até hj nao me conformo com isso, como que uma pessoa que falava em casar com vc do nada diz que nao qier mais que não ta preparado pra morar com vc e nem com nem uma outra pessoa que quer sim continuar me amando mais morar junto (casar) nao quer mais🤔😕😢💔

Avatar blank

Gente o que eu faço?

Olá , gente eu tenho 17 anos vou fazer 18 , e já namoro 1 ano e 4 messes , nesse tempo todo eu e meu namorado já sofremos de mais , meus pais não gostam deles , minha mãe é espírita , então tudo ela vai a macumbaria para saber , e ele já lutou muito por mim , quando meus pais nos separou ele ficou 4 messes orando , ficou buscando a Deus, depois minha mãe deixou a gente voltar , aí agora quando a gente completo 1 ano e 4 messes eles estão voltando a fazer tudo de novo ... Eu de verdade não aguento mais , eu já trabalho , estudo , pq que para umas coisas eles me tratam como adulta e para outras como criança ! Me ajudem, o que faço?

Avatar blank

PORQUE MINHA MAE NAO ACEITA MEU NAMORO???

oi sou evagelica minha mae nao aceita meu namoro porque ele nao e beço evangelico e tem um passado diferente ( ele nao se metia com drogas so pra constar ) mais ele se converteu e vai pra igreja que ele congrega mais ela nao aceita , esou ficando com raiva da minha mae
OQUE POSO FAZER RELACIONADO A ISSO ??????

Avatar blank

Deus me mostrou

Bom, tenho 23 anos, nunca frequentei nenhuma igreja, desde muito novinha sempre fui muito ligada à espiritualidade (experiências com religiões pagãs, afro, desde muito cedo leio tarô, cartas ciganas), mas nunca tive contato "direto" com o evangelho. Tenho algumas amigas e alguns colegas de faculdade que são evangélicos e, ocasionalmente, eles me falavam uma coisa ou outra da Bíblia, me explicavam o que significavam alguns versículos e passagens, interpretavam, mas eu nunca me aprofundei porque era algo distante do meu entendimento. Esse era o único contato que eu tinha com a Bíblia: através deles. Algo raro.

Pois bem, em 2014, em um curso de línguas conheci um rapaz que começou a conversar comigo, me dar caronas e certa vez me chamou pra sair, pois estava interessado em mim. Demorei muito pra pensar sobre, mas aceitei pois também me interessei por ele. Saímos, começamos um relacionamento e algo me dizia que ele era casado. Em um encontro seguinte o questionei e ele confessou estar nesse casamento há 10 anos. Fiquei desconsolada. Ele insistiu muito para que continuássemos juntos e eu, apaixonada, aceitei. Foram tempos de muita angústia, humilhação que eu sentia, solidão... Mas eu continuava com ele, e ele sempre me dava esperanças, me oferecia um falso amor em troca de momentos comigo.
Quase no mesmo tempo que o conheci, conheci também um outro rapaz, solteiro, que me dava atenção, me chamava pra passar alguns dias com ele, me oferecia suporte de todos os tipos, porém eu nunca aceitei por diversos motivos meus. Ele às vezes me irritava com algumas imaturidades dele, coisa que todo mundo na carne faz, mas nunca motivo pra nossa proximidade acabar. Nesse tempo eu também fazia tratamento com terapia e remédios, por conta de depressão, ansiedade, hiperatividade emocional e outras coisas que me faziam sofrer bastante.
Fiquei esses três anos com o homem casado, passando por muitas aflições. Há dois anos parei a terapia e os remédios e nunca tive recaída. Há mais ou menos três meses, cansada de sofrer terminei o meu relacionamento com ele. Ele insistiu muito para que eu não o fizesse. Tentou de todas as formas. Fui firme na minha decisão e não voltei atrás. Por fim ele tentou pela última vez e me disse coisas que me magoaram, partiram meu coração. Disse que eu podia abandonar a terapia e os remédios que, mesmo assim, seria uma eterna doente deprimida e infeliz. Chorei muito. Vi que aquela decisão foi a correta. Terminar com ele era algo que eu devia ter feito há tempos, mas acredito que tudo tem o seu porquê e a sua hora de acontecer. Nesses três meses nunca o procurei. Nunca atendi às ligações dele, o que eu sentia por ele havia acabado totalmente. Porém a ansiedade, depressão, angústia e inquietação continuaram. Me isolei de todos, pois acreditava que eu era mesmo uma doente que não fazia falta a ninguém.
Então, essa semana eu estava na faculdade, e quando terminou a aula uma colega de turma fez uma oração a Deus agradecendo pelo aprendizado concedido, pela oportunidade de poder estudar e mais ainda pela oportunidade de, com isso, ajudar o próximo (estudamos Pedagogia). Ela sempre faz essa oração quando termina a aula. Só que dessa vez me tocou profundamente. Meus olhos enxeram de lágrimas. Pois tudo que ela sente eu também sinto. Enquanto muitos dos nossos colegas ficam torcendo pra irem embora logo, acham as disciplinas chatas, nós nos sentimos plenas e felizes por estarmos ali, aprendendo a como "mudar o mundo" através da Educação.
Na noite seguinte, eu tive uma crise de angústia, um mal estar muito grande, me sentia incapaz e perdida na vida. Eu só queria chorar. Abri o Facebook e a primeira mensagem que apareceu era de um amigo o qual admiro muito, que dizia algo que começava com "Aquieta teu coração, Deus não opera na ansiedade [...]". Tive a certeza de que era pra mim. Eu sei que era. Até que um primo meu (que não sabia o que eu passava) me mandou uma mensagem que dizia "apenas" o seguinte: "Deus tem uma benção pra você esta noite. Você crê?". Pronto. A certeza se instalou em meu coração. Essas três pessoas diferentes me mostraram que sim, que a paz viria. Imediatamente, coisas começaram a acontecer: pessoas me procurando pra conversar assuntos aleatórios e agradáveis do dia a dia, boas notícias, tudo ficou calmo, fui dormir, pela primeira vez, em paz. Passados dois ou três dias, eu estava deitada na minha cama pra dormir um pouco após o almoço, quando fui tomada por uma forte e inexplicável sensação de paz. Imediatamente me sentei na cama e abri os olhos sentindo aquele sentimento que palavra nenhuma pode descrever. Eu silenciei completamente. Não por ter sido sufocada, mas porque as palavras pareciam não existir. Tudo parecia estar totalmente bem, inacreditavelmente bem. De repente eu senti a presença do Espírito Santo em mim. E ele começou a falar comigo em uma linguagem, até então, desconhecida por mim: Ele me disse tinha um plano pra minha vida. Que "as coisas iam acontecer, e quando acontecessem, ia acontecer melhor do que imaginei", que eu só precisava confiar nEle, pois o caminho que ele estava me guiando podia não ser o "que eu planejei", mas seria o melhor. Que o caminho dEle eu podia não saber onde ia dar, mas teria a certeza que daria na paz e na perfeição da infabilidade dEle. Ele me mostrou que Ele sempre esteve aqui, mas que eu pensava que não, pois a verdade é que Ele guiará nossos passos, mas precisamos aceitar, crer e seguir o caminho dEle também. Por fim, ele me "disse" que o Fulano (aquele que eu deixava de lado enquanto sofria pelo casado) estava incluso nos planos que ele tinha pra mim. Que no futuro iríamos nos encontrar em Seu nome, e ele modificaria nossas vidas de forma igual. Não porque eu iria escolhe-lo, não porque eu planejaria e traçaria a rota pra isso, mas porque Ele, o Deus, quis assim. Me disse que, no dia seguinte, o Fulano me ligaria logo pela manhã. Mas que eu não ia esperar, pois esperar é algo da ansiedade da pressa da carne. Eu descansaria em Sua paz, e aconteceria.

De repente, eu "voltei" da sensação de estar diante de uma força onipotente e única, só que não voltei pra mesma realidade de antes. Ficou tudo em paz, parecia um mar calmo. Fui na cozinha, sentei à mesa e preparei um café. Não tinha angústia. Não tinha inquietação. Não tinha nada. Sumiu tudo. TUDO. As coisas estavam bem. Eu sabia agora o que me levava pra trás, e o que me levaria pra frente. Eu tinha a plena certeza que tudo estava no seu devido lugar. Sem pressa. Pois bem, o dia passou. Fui dormir em paz. Acordei em paz. Firme. Não havia mais dúvida. Não havia mais incertezas. Não sei definir nem explicar. Havia apenas paz. Passado algum tempinho após acordar, o telefone toca. É o Fulano. Sim, aconteceu tudo como Ele havia me mostrado que aconteceria. Eu não estava na pressa pela ligação dele, assim como também me foi mostrado que seria. Eu sabia que ele ligaria. A certeza me foi dada. Mas a pressa não. Quando aconteceu, parecia natural. E eu não me espantei. Alguns dias já se passaram e tudo sendo comprovado.

Hoje me deu uma vontade imensa de compartilhar isso com pessoas que estão há algum tempo no Evangelho e que conhecem a Palavra. Eu queria que dissessem algumas coisas pra mim, o que vocês acham que pode ser dito pra mim vindo de vocês. Eu olhava pra esse homem que Deus me mostrou que nos uniria e enxergava ele pelos olhos da carne. Eu via as falhas dele.

Avatar blank

O que acha de missionário que menti?

Eu namoro ja um Ano e trez meses e no começo não percebia nada ,mas depois começei a perceber que passava a noite toda em rede social então perguntava se não atrapalha no trabalho dia seguinte ele mim respondeu que não. Entao eu perguntava com mas frequência até uma hora ele se exaltou entao eu pegar o celular dele e vi conversas que não era de Deus e deixei recado pra uma que ligou pra mim até é uma missionária que contou que eles tavam em oração e também desconfiava que ele tinha outro alguem e mostou todas as conversas e promessas que ele fazia eu fiquei com tanta raiva que escrevir no linha do tempo dele que nao gostei aí apareceu mas outras duas moças lindas que também esperava ele pelas promessa de casamento e todos são evangélico até o momento eu não era porquer hoje sou graças a Deus .Dai a casa dele caiu e deixou elas magoada até hoje isso ja faz 9 meses .Ele falou pra mim que foi bom acontecer porque não sabia mas como sair dessa situação que vivia há trez anos e depois de muitas conversas resolver continuar o namoro .Mas mim tornei uma pessoa descontrolada porquê pra mim ele voltou novamente perdi a confiança total e quero deixa -ló e não consigo e olhe ele é missionário mas xinga que e uma beleza.

Avatar blank

TERMINEI COM MEU NAMORADO POIS DESCOBRIR QUE ELE ESTAVA USANDO DROGAS!

Iriamos fazer dois anos muito intenso juntos, ele sempre mim tratou bem, fazia as minhas vontades saia comigo estava construindo uma casa para morarmos juntos, eu mim sentia bem ao lado dele ele sempre disse que era apaixonado e demostrava que gostava de mim,por mim tinha melhorado na bebida,em certo dia minha familia presenciou ele sob efeitos da droga só que ele jura que só foi bebida então meus pais que era muito amigos dele se decepcionou e não aceita mais o meu namoro com ele pois acham que eu vou sofrer no futuro, achei melhor terminar no, entanto ee não aceita que eu termine jura que não vai mais fazer isso só que eu não quero ir contra a minha familia e a minha natureza, pois perdoei ele 3 vezes e le sempre metindo para mim, não sei o que fazer estou muito mal, mim ajudem.

Avatar blank

Oque eu devo fazer ?

Gente Eu me relacionei com uma jovem durante 2 anos e 7 meses, ela morou comigo um pouco mas de 1 ano, tenho 20 anos e ela 17, ela se entregou totalmente nesse relacionamento ela deixou de se amar para me amar, ela fez de tudo por mim em 2 anos fui fiel a ela me entreguei também vivemos algo muito bom mas eu dei brecha pró inimigo e comecei a trair ela teve um certo momento que eu brigava muito com ela cheguei quebrar as coisas dentro de casa e ela continuava aqui aguentando é minha mãe deu lugar ao inimigo também é implicava com ela.
Ela sofria tudo calada aqui dentro e quando ela minha me falar eu falava pra ela parar de drama, eu tava sabendo que tava fazendo besteira mas eu não parava eu estava cego, pois toda vez que ela falava que ia embora eu não acreditava pelo fato dela me amar, a 2 meses atras ela terminou comigo e o inimigo colocou na minha mente que eu não deveria sofrer que eu tinha que sair que curtir e eu comecei a ficar com meninas e ela sem ninguém até hoje ela está sem ninguém.
Faz uma semana que voltei pra Cristo e eu estou buscando ele, mas antes de acontecer tudo isso, muitas pessoas falavam que era de Deus esse relacionamento que Deus tinha me entregado ela e etc.
Então agora que estou com Cristo quero ela de volta quero caminhar junto com ela para igreja quero orar junto.
Mas agora ela não quer mas.
Ela está magoada ferida, ela gosta de mim mas ela disse que não quer sofrer outra vez ela não acredita em mim mas eu estou sendo sincero com ela e com Deus, eu peço pra Deus trabalhar no coração dela.

Quando eu estava no mundo o inimigo colocou uma falsa alegria em mim e eu não estava sofrendo quando ela terminou mas agora que voltei pra igreja o mal saiu e eu sinto a falta dela.
Mas é muito complicado pois ela está decidida que não quer mas.
Pelos fatos que aconteceram no passado ela não quer me dar a última chance porq ela me deu várias quando estava comigo e eu não quis.
E agora que eu quero ela não quer mas.
Gente eu devo orar pra Deus pra ele restaurar ?
Eu devo lutar mesmo sem ela saber ?
Eu estou sem ninguém.
Eu escolhir esperar .
O inimigo coloca mulheres mas eu não quero.
Eu quero ela.
Pois foi ela que sentir que era De Deus.
Nois temos muitos momentos bons.
Mas ela só lembrar dos mals momentos,
Ela sabe que Deus Sonhou nois dois juntos ela tem consciência disso.
Mas ela pede pra Deus colocar outra pessoa na minha vida mas eu não quero.
Ela quer ser feliz mas ela acha que comigo não dar certo porq ela tá magoada mas com a ajuda de Deus eu posso ser o melhor pra ela, eu posso ser tudo aquilo que ela sonhou um dia é muito mas.
Oque eu Devo fazer ?

Avatar blank
Icon6

Orientação para chamar a orar para o namoro

Olá,

Sou novo por aqui no forum e também sou recém convertido. Desde que me converti tenho buscado muito de Deus e sua vontade, e tenho aprendido sobre a vontade Dele na área sentimental para os que servem a Ele. Sei que devemos orar pela pessoa certa e esperar em Deus. Tenho feito isso. E já em torno de dois anos e meio esperando em Deus e orando, agora depois de tantas tentativas erradas por ingenuidade ou engano da minha parte finalmente apareceu uma moça que tem afinidades e mesma fé que eu. Eu estou interessado nela e ela está demonstrando o mesmo. Estamos conversando e está ficando claro que podemos querer mais do que amizade. Enfim, creio que em breve vou querer chama-la pra namorar. Mas estou com uma dúvida sobre como proceder nessa questão.

Eu fui do mundo, há 4 anos atrás, onde isso tudo é muito diferente. Eu chegava, mostrava meus interesses, já beijávamos e então alguns dias já começávamos a namorar. Muitas vezes já partíamos pra um relacionamento sexual logo após o inicio do namoro. Meus namoros anteriores a aceitar Jesus foram assim.

O que eu quero saber é o seguinte, devo chama-la para um passeio, um café e conversar com ela e chama-la pra namorar? Ou devo somente dizer que estou querendo um relacionamento com ela e que quero orar com ela?

Nesse ato seria correto eu beija-la por exemplo? Nesse período de oração podemos nos comportar como namorados já, tipo beijar, andar de mãos dadas? Ou somente orar?

Desculpem esse tipo de pergunta, mas é que quero ser fiel a Deus e não quero perder minha benção. E sempre tive essas dúvidas.

Anúncios